Falecimentos – Mais três PMs mortos em abril

lutoA família Policial Militar está inconformada!

Mais três policiais militares foram mortos em São Paulo. Segundo a Polícia Militar, em 102 dias, 27 PMs foram assassinados por criminosos.

No dia 8 de abril, o soldado GILBERTO JORGE DA SILVA CARDOSO estava de folga e à paisana quando foi assassinado com tiros na cabeça na frente da mulher e da filha, durante tentativa de assalto no Campo Limpo, Zona Sul da capital. Três suspeitos do crime foram detidos com a arma do policial, que tinha sido roubada pelos assaltantes.

Já no dia 9 de abril, o cabo MIGUEL LOPES GUTIERRES FILHO, que também estava de folga e à paisana, foi executado a tiros por criminosos na frente de um bar em Guarulhos, na Grande São Paulo. Imagens de câmeras de segurança gravaram o momento em que dois homens atiraram na cabeça do agente e roubaram sua arma. O motivo do crime é desconhecido.

E na madrugada do dia 10 de abril, o soldado PAULO HENRIQUE FAGUNDES DOS REIS BAZILIO, da 3ª Companhia do 42º Batalhão de Polícia Militar do Interior, de Presidente Venceslau/SP, foi atingido na cabeça ao tentar abordagem de dois homens em uma motocicleta. Ao perceber a aproximação dos policiais, o indivíduo que estava na garupa sacou uma arma e efetuou um disparo contra a equipe, atingindo o agente. O policial foi socorrido, mas não resistiu.

A Associação dos Cabos e Soldados manifesta sua indignação, insatisfação e revolta pelas mortes de policiais militares promovidas por integrantes de facção criminosa no Estado. Veja “Moção de Repúdio” pelas mortes dos Policiais Militares de São Paulo divulgada pela entidade.

Fontes: Centro de Comunicação Social PMESP e G1

Artigos relacionados