João Doria assina decreto que adia em um ano a vigência da reforma previdenciária dos PMs

João Doria assina decreto que adia em um ano a vigência da reforma previdenciária dos PMs

O governador do Estado de São Paulo, João Doria, voltou atrás de sua decisão sobre a vigência das regras de aposentadoria dos policiais militares e assinou, no dia 15 de janeiro, o Decreto nº 64.743, que adia a vigência da reforma previdenciária dos PMs para 31 de dezembro de 2020. Essa decisão é positiva para a categoria, pois ela beneficia os PMs do Estado que estavam prestes a completar o tempo de contribuição para aposentadoria. Com o decreto assinado, esses policiais não precisarão pagar o pedágio de contribuição previsto na…

leia mais