Por que a Folha de São Paulo dissemina ódio contra a polícia?

Nós, da Associação dos Cabos e Soldados (ACS), repudiamos mais uma vez absurdos publicados no jornal Folha de São Paulo. Desta vez, o veículo tem publicado charges que ofendem a todos os policiais militares de São Paulo e policiais de todo o Brasil.

Com muita indignação, constatamos que só neste mês de dezembro foram publicadas ao menos quatro charges que mostram retratos de uma Polícia com integrantes ignorantes, violentos e intolerantes com a população, tachando os agentes da segurança como vilões que matam e atacam cidadãos gratuitamente.

Esta atitude, vindo de um veículo de comunicação, só mostra o quanto não levam o verdadeiro jornalismo a sério, somente tomando parte de seus interesses e deixando a ética e a imparcialidade esquecidas. Lastimamos pela linha editorial seguida por este jornal que, frequentemente, publica em suas páginas matérias deturpadas e carregadas de cinismo, principalmente quando há participação da Polícia em seu noticiário.

Mas fica a pergunta. Por que atacar a Corporação que defende a ordem e a segurança de todos e rotular seus integrantes como truculentos? Nossa sociedade precisa confiar em sua Polícia e não ter medo ou ódio dela. Quem deve ter medo da Polícia são os bandidos, então por que essa repulsão?

Essas imagens publicadas não devem ficar impunes. A liberdade de expressão permite que qualquer um exteriorize suas opiniões sem medo de represálias e é um direito garantido pela Declaração Universal dos Direitos Humanos, mas é permitida desde que seja baseada dentro da verdade, de limites éticos e morais. Caluniar ou ofender não é permitido, já que pode acarretar danos à moral de outro, ferindo assim seus direitos.

Exigimos respeito aos valorosos policiais que trabalham diuturnamente pela segurança de todos os cidadãos, que juraram com o sacrifício da própria vida para salvar a sociedade, deixando muitas vezes sua família desamparada para honrar a sua profissão.

Artigos relacionados