NOTA DE REPÚDIO – Policial militar é agredido por deputado

ACS repudia ato desrespeitoso do deputado estadual João Paulo Rillo contra um Policial Militar

A Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Estado de São Paulo (ACSPMESP) recebeu, com muita indignação, a lamentável notícia de uma clara agressão contra um policial militar que estava em serviço na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), na tarde do dia 03/05/2016, ao tentar conter a entrada de supostos estudantes que protestavam na Casa pedindo a criação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Merenda para analisar possível caso de corrupção.

O policial militar estava apenas cumprindo o seu dever, tentando conter a ocupação do plenário, pedindo calma ao grupo, quando foi surpreendido com um empurrão brusco do deputado estadual João Paulo Rillo (PT). Esta agressão não atingiu somente o policial militar, mas feriu diretamente o Estado, a Corporação e a ordem pública.

A agressão do parlamentar foi covarde, como mostra claramente o vídeo que está sendo veiculado na mídia. O policial militar estava pedindo calma, com as mãos para cima, quando foi empurrado bruscamente pelo deputado. Mesmo com a agressão, nenhum policial militar revidou a ação violenta pela sua preparação e profissionalismo. O resultado final foram três policiais agredidos.

A diretoria ACS repudia ato do deputado e pede às autoridades que tomem providências cabíveis contra a falta de conduta do deputado, atacando um agente do estado covardemente, agindo contra a ordem e a justiça.

Parabéns aos policiais militares que cumpriram seu dever sem revidar os atos violentos dos manifestantes!

A ACS está sempre à disposição na defesa dos nossos Policiais Militares!

Wilson de Oliveira Morais
Presidente da ACSPMESP

Artigos relacionados