Nota de repúdio – Falecimento do soldado Leandro Martins Patrocínio

É com imensa tristeza e sentimento de insegurança e injustiça que a Associação dos Cabos e Soldados lamenta a morte do soldado Leandro Martins Patrocínio. O agente de segurança estava desaparecido desde 29 de maio e seu falecimento foi confirmado pela Polícia Civil no último domingo (06/05), após encontrarem o corpo do policial enterrado na comunidade de Heliópolis.

Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

Apesar do caso ainda estar sob investigação para os esclarecimentos de todo o ocorrido, as características do homicídio indicam o triste fato de Leandro ter sido morto apenas pelo fato de que ele era um policial militar, de que era alguém que trabalhava em defesa da vida e da sociedade.

Esse tipo de ação criminosa, além de ser cruel e desumana, reflete uma sociedade onde os valores estão completamente deturpados, já que não há qualquer repercussão ou comoção pública pela atrocidade cometida contra a vida de alguém tão importante para o Estado, para os cidadãos e para a ordem. Pelo contrário, o que se vê é apenas o registro de mais um policial vítima da criminalidade e que, provavelmente, não será lembrado e honrado como merece.

Assim como em 2018, quando a soldado Juliane foi morta na comunidade de Paraisópolis e não houve nenhuma mobilização para que a justiça fosse feita, três anos depois o fato se repete e nada muda. Há um triste retrato da desvalorização do policial militar no país e da sensação de impunidade e injustiça. Vale ressaltar que os assassinos da soldado Juliane seguem como foragidos. A Justiça ainda não foi feita!

A Associação dos Cabos e Soldados reitera seu profundo sentimento de tristeza e consternação pela vida do soldado Leandro e cobra das autoridades públicas a justiça pela vida de um irmão de farda que foi tirada covardemente. A entidade está à disposição dos familiares do policial para o que for necessário durante este difícil momento.

Artigos relacionados