GOVERNO NEGA REAJUSTE SALARIAL PARA A PM

foto salario

Depois de um mês de negociações, o Secretário de Segurança Pública, Fernando Grella, comunicou por telefone ao Presidente da CERPM – Coordenadoria das Entidades Representativas dos Policiais Militares do Estado de São Paulo, Ângelo Criscuolo, que o Governador Geraldo Alckmin decidiu não conceder nenhum aumento aos Policiais Militares.

           Durante os últimos 30 dias, a Coordenadoria negociou com o Governo. Foram realizadas 08 reuniões com os secretários de Planejamento, Júlio Semeghini; com o Chefe da Casa Civil, Edson Aparecido; com o Comandante Geral da PM, Cel. Benedito Meira, e com o Secretário de Segurança Pública, Fernando Grella. A maioria desses encontros foi de caráter técnico, em que foram apresentados todos os números que comprovam a defasagem salarial dos policiais e um estudo sobre o impacto do reajuste no orçamento do Estado, pois esse era o alegado entrave para o sucesso da negociação.

            Em reunião da CERPM, realizada nesta terça-feira, 15 de abril, as entidades representativas dos policiais decidiram organizar uma série de manifestações em todo o Estado, nos meses de maio e junho, para conscientizar a população sobre o descaso do Governo com o trabalho da Polícia Militar.

Artigos relacionados