Bolsonaro anuncia planejamento para programas de financiamento imobiliário a PMs após pedido da ANERMB

O presidente Jair Bolsonaro anunciou que o Governo Federal está trabalhando em uma linha de crédito habitacional destinada a policiais e bombeiros militares. Uma das demandas mais requisitadas pela categoria já está sendo planejada entre membros do Governo e da Caixa Econômica Federal e deve ser anunciada de forma oficial em breve, de acordo com sinalização do Presidente da República.

Ainda não há muitos detalhes divulgados, uma vez que o projeto está em fase de elaboração, mas o anúncio feito por Bolsonaro no dia 10/06 indica a força da categoria; um dia antes da confirmação dos planos do governo, o presidente esteve no XXI Fórum Nacional da ANERMB (Associação Nacional de Entidades Representativas de Policiais Militares, Bombeiros Militares e Pensionistas do Brasil) e recebeu um ofício da entidade requisitando a Viabilização de programas habitacionais e linha de crédito especial subsidiado e consignado para financiamentos imobiliários ao militares estaduais e pensionistas.

Segundo informações preliminares da Folha de São Paulo, os policiais de patentes iniciais são o principal alvo do governo e poderão, inclusive, requisitar financiamento sem a necessidade de pagamento de entrada. O jornal também apurou que há a ideia de ampliar a linha de crédito a outros profissionais da área da segurança pública.

A ANERMB, órgão que representa diversas associações da classe dos militares estaduais no país, inclusive a Associação dos Cabos e Soldados, cujo seu presidente Cabo Wilson Morais também preside o Conselho Fiscal da Associação Nacional, entregou também outros ofícios de interesse da categoria a Bolsonaro (clique aqui para saber mais) e seguirá acompanhando e atuando junto às autoridades para garantir que os temas serão discutidos internamente, assim como foi no caso da solicitação da linha de crédito habitacional.

Presidente Bolsonaro e deputado federal Vitor Hugo com a diretoria da ANERMB
Cabo Wilson presenteia e convida Bolsonaro para conhecer a ACS
Representantes de entidades de 18 estados presentes no evento

Artigos relacionados