ACS apoia conduta do policial que reagiu a assalto

Mais um episódio foi estampado na mídia expondo um policial militar, vítima de tentativa de assalto à mão armada por três indivíduos, no dia 5 de novembro, na Cidade Líder, zona leste da capital.

Na data, o policial militar estava de folga quando sofreu uma tentativa de assalto por três indivíduos, sendo dois homens e um adolescente de 15 anos, que tentaram roubar seu carro.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, os suspeitos tinham duas armas e toda a ação foi flagrada por uma câmera de segurança que mostra claramente a ação do PM que reagiu em legítima defesa.

Como o policial é associado da Associação dos Cabos e Soldados (ACS), o Departamento Jurídico da entidade foi acionado para acompanhá-lo à Corregedoria da PM e trabalha em sua defesa.

A ação registrada mostra claramente que o policial agiu em legítima defesa. Eram três contra um! Se o policial não reagisse, correria o risco de ser identificado como PM e seria alvo fácil do grupo.

Ao utilizar técnicas de autodefesa que aprendeu na Corporação, o policial agiu corretamente, mas também contou com a sorte por não ter sido atingido.

A ACS defende a conduta do PM e o parabeniza por retirar das ruas um grupo que poderia aterrorizar muitas famílias. Com esse gesto, muitas vidas foram salvas!

 

Artigos relacionados